BookFriks: Plataforma de Clube de Livros

Abilena Lautenschlager
8 min readJan 17, 2022

Este Case corresponde à documentação de um Desafio Técnico de UX desenvolvido no período de 15/01/22 a 18/01/22 estruturado através do Design Sprint 2.0 segundo o registro abaixo:

15/01 [Dia 1]: Mapeamento/Entender (manhã) e elaborar propostas de soluções potenciais (tarde)
16/01 [Dia 2]: Decisão, priorizações e desenho.
17/01 [Dia 3]: Prototipação mais fiel possível aos desenhos e alguns testes de usabilidade com wireframes.
18/01 [Dia 4]: Testes de usabilidade, finalização da documentação e entrega.

O desafio é planejar e construir uma plataforma desktop ou mobile para
facilitar a criação e organização de clubes de leitura.

“O mercado editorial brasileiro lamentou neste ano um encolhimento de 25% desde 2006 ― e uma redução de faturamento de 4,5% em 2018, pelo quinto ano consecutivo. No ano passado, as editoras também registraram uma queda de 11% na produção de livros. […] De qualquer forma, o número de livros vendidos saltou de 318,6 milhões em 2006 para 352 milhões em 2018 (o preço médio dos livros caiu 34%). E se as grandes livrarias perdem espaço nas vendas ― a participação caiu de 53,11% em 2017 para 46,25% em 2018 ―, os
clubes de leitura apareceram pela primeira vez na lista, com 1,08% do mercado no ano passado. O Brasil conta atualmente com dois milhões de assinantes de clubes de leitura, uma empreitada encabeçada pela TAG no país desde 2014.”

Depois de ler o artigo publicado no El País em 27 de dezembro de 2019 pude observar que a crise econômica foi um dos motivos pelos quais o mercado editorial diminuiu, mas este cenário não impediu o aumento no número de livros vendidos, isso aconteceu porque o público continuou a consumir livros, mas recorreram a formas de poupar gastos ao fazê-lo através de livros usados ou versões online. Esse cenário permitiu com que os Clubes de Livros ganhassem espaço mesmo diante da crise.

Também identifiquei um aspecto importante com relação ao perfil dos usuários de Clubes de Livros e que se repete em quase todos os outros assinantes da TAG é que eles participam de vários clubes de leitura ao mesmo tempo. Desta forma, é importante que haja alguma forma de eles conseguirem organizar seus livros e também seus grupos.

Depois de buscar informações sobre o contexto atual dos Clubes de Livro, realizei um Desk Research para descobrir quais eram os Clubes mais utilizados, qual era o público que atendiam e como realizavam as entregas.

Também realizei um Benchmarking para identificar concorrentes, seus pontos fortes e falhas que não estão documentadas aqui por conta do tempo: Booksclub, Skoob e My Anime List.

Clubes: TAG Livros, Intrínsecos, Skoob, Turista Literário, Literatura Clássica e Escotilha.

Em uma situação na qual eu tivesse mais tempo, buscaria aplicar uma pesquisa quantitativa para que pudesse ter acesso a mais possíveis usuários e selecioná-los para as entrevistas qualitativas.

Devido ao cenário de pandemia, conversei com cinco pessoas que utilizam aplicativos de catalogação e Grupos através de entrevistas assíncronas: Milena, Jean, Ana, Giovanna e Bete (muito obrigada por participarem!), consegui os seguintes insights de destaquei alguns pontos de dores:

Dos insights coletados, destaquei alguns pontos de dores.

Para traçar um plano de ação, utilizei a ferramenta 5W2H:

  • O que? (What): Desenvolver plataforma de organização de Grupos de Livro.
  • Por que? (Why): As soluções geralmente traz a catalogação de livros como principal função, desta forma há uma oportunidade de criar uma plataforma voltada para grupos, incentivando as discussões e atrair novos leitores que desejam começar o hábito de leitura.
  • Quem? (Who): Equipe de desenvolvimento.
  • Onde? (Where): A solução é um aplicativo voltado para o mercado literário.
  • Quando? (When): Próximo semestre (estipulando).
  • Como? (How): A proposta é iniciar o serviço gratuitamente, ter um canal de doação e lançar funcionalidades exclusivas para assinantes.
  • Quanto? (How much): O ideal deste ponto é ser discutido com a equipe e todos os envolvidos no desenvolvimento do projeto para que a solução seja viável dentro da realidade financeira da empresa.

Com base nos insights coletados, utilizei a ferramenta HMW para transformar problemas em desafios.

Em uma situação real, seria ideal realizar o dot voting, mas como estou desenvolvendo sozinha, realizei as escolhas pelos pontos que pudessem trazer maior impacto com menor esforço.

  • Como poderíamos recomendar Grupos/novos livros aos leitores com base em gostos semelhantes?
  • Como poderíamos incentivar a participação nos Grupos?
  • Como poderíamos ajudar pessoas interessadas em começar a ler a encontrar grupos?

Vale ressaltar que a afirmação sobre a organização de Grupos não foi selecionada diretamente porque acredito que esse objetivo será atingido com o serviço oferecendo sugestões de Grupos.

Com uma Plataforma voltada para Grupos de Livro, decidi escolher como terceiro ponto a oportunidade de atrair possíveis usuários para a Plataforma. Uma vez que um dos impedimentos identificados de usuários começarem a ler foi a dificuldade em encontrar esses grupos.

Antes de seguir, é necessário definir objetivos de longo prazo que se espera atingir com o Produto:

  • Ser a referência como a maior plataforma de Grupos de Leitura
  • Organizar Feiras de Grupos de Leitura com a intenção de promover a socialização, incentivar à compra de livros, atrair novos leitores e assinantes.

Para descobrir qual seria o foco da Sprint, usei a ferramenta de Map Exercise para identificar em qual fase da jornada os desafios selecionados na etapa anterior se encaixariam.

Nesta fase escolhi três dos serviços selecionados no Benchmarking para servir de inspiração durante a fase de desenhos da solução: Booksclub, Skoob,e My Anime List.

Observei aspectos que seriam interessantes de considerar quando fosse para a etapa seguinte: Criação e organização de grupos, listagem de livros, detalhes por título, formato do perfil de usuário, catalogação e recomendação.

Para definir como seriam construídas as telas que seriam desenvolvidas no Protótipo, utilizei o Esboço em 4 Etapas:

Anotações e desenho livre
Crazy 8's
Versão detalhada das telas do App

Em seguida elaborei um storyboard com os passos que o usuário deveria percorrer para atingir o objetivo final: Se inscrever em um grupo.

O próximo passo da construção da solução foi elaborar os Wireframes com base nas telas desenhadas na última etapa. Utilizei o Figma como ferramenta para desenhar o Protótipo que foi usado nos Testes de Usabilidade.

***CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O PROTÓTIPO COM WIREFRAMES ***

Segue uma amostra do aplicativo em alta fidelidade. Ressalto que esta versão não foi testada.

Amostra do Protótipo de Alta Fidelidade (Não testado)

*** CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A ALTA FIDELIDADE ***

O teste foi realizado com 4 usuários e eles precisavam percorrer os passos elencados no Storyboard passando por dois pontos principais: Logar na plataforma e entrar em um grupo.

Todos os usuários conseguiram chegar no objetivo de se inscrever para um grupo (nenhum escolheu criar um) e os principais comentários deles que me trouxeram insights de pontos de melhorias estão listados abaixo e já foram alterados no Protótipo disponível no case:

  • Onboarding: Alterei a explicação anterior para deixar mais claro que os grupos tem um espaço para discussão interna no “Livro do Mês” através de post/mensagem, mas reuniões do grupo são organizadas no BookFriks, enquanto os encontros são feitos através de ferramentas de videoconferência.
  • Ferramenta de busca: A legenda do label “Digite uma palavra” ficou genérica e causou dúvidas, portanto foi alterada conforme o filtro ativo, por exemplo: “Digite um gênero/autor/título”.
  • Tela de busca de Grupos: Alguns grupos incluem o gênero na descrição, mas outros não. Por isso, o gênero passou a ser fixado nas janelas logo abaixo dos nomes dos Grupos.
  • Menu do Grupo: A palavra “Mensagens” foi alterada para “Chat”.
  • Grupo/Leitura atual: Nos comentários, foi adicionado um botão de “Criar tópico”.
  • Lista de Gêneros: Foi adicionada a opção de “Adicionar todos”
  • Busca: Caso a busca não tenha resultados, foi adicionada uma tela com a sugestão de criar um novo grupo.
  • Busca: Incluí a opção de buscar por nome de usuário.

Os próximos passos a serem dados a partir daqui seriam:

  • Apresentar o processo aos Stakeholders
  • Aplicar as melhorias e realizar novos testes de usabilidade
  • Organizar o handoff para o time de desenvolvimento

Agradeço pela oportunidade de desenvolver este desafio, e agradeço principalmente a você, leitor, que me acompanhou até o fim!

Fique à vontade para comentar ou me adicionar no Linkedin! Vamos conversar!

--

--

Abilena Lautenschlager

Sou UI/UX Designer e busco soluções que atendam as necessidades dos usuários. Contato: https://www.linkedin.com/in/abilena